º,

Dólar: R$ 3.8397

Saúde

Hematologia do HUSF participa do Junho Vermelho


Publicado em 08/06/2019 10:30



Junho Vermelho. Um mês inteiro dedicado à conscientização sobre a importância da doação de sangue. Um período estratégico para chamar a atenção da comunidade, já que os dias mais frios fazem com que a frequência de coletas seja menor.

foto: Marcos Ribeiro/HUSF

Nas palavras do Dr. Paulo Vittor Peres (foto),  do Departamento de Hematologia e Hemoterapia do Hospital Universitário São Francisco, a ideia é incentivar as pessoas a doarem durante todo o ano, afinal a demanda é constante.
Ele explicou que não existe substância que substitua o sangue. Alguns medicamentos podem conter a falta por curtos períodos, mas um paciente com doenças hemorrágicas, escassez de hemácias ou baixo nível de plaquetas pode morrer. “Por isso é necessário doar”, disse o médico.
O sangue, segundo o Dr. Paulo, assim que coletado, é fracionado em três partes de diferentes densidades: plasma, plaquetas e a fração concentrada de hemácias (na ordem do menos denso para o mais denso, respectivamente). Cada parte possui a sua particularidade. O plasma possui um período de 12 a 24 meses. A plaqueta, a mais delicada, tem o tempo de cinco dias, porém, ela não pode ser utilizada nos dois primeiros dias e não pode ser congelada, que requer cuidado redobrado. E a concentração de hemácias varia de 35 a 42 dias.
A equipe do Hemonúcleo do HUSF tem como meta receber 500 bolsas de sangue por mês. Entretanto, em maio, foram 400 bolsas. E o número ende a baixar consideravelmente neste mês, devido às baixas temperaturas. Neste mês de junho foram coletadas de 8 a 10 bolsas por dia. O sangue coletado devido ao processo de fracionamento, atende até 3 pessoas, uma com plasma enquanto outra recebe hemácias.
Nos meses de Inverno as pessoas evitam sair de casa e isso se estende até julho, o que faz com que poucas doações de sangue sejam feitas.
De acordo com o Dr. Paulo, os estoques quanto à regulamentação médica estão em condições regulares, seguindo todos os rigorosos padrões de segurança e qualidade. Porém, o estoque está crítico, com poucas bolsas de sangue à disposição, principalmente de plaquetas, que duram pouco e são mais delicadas, pois possuem certas particularidades.
Junho Vermelho - Sobre campanhas de incentivo à doação, o Junho Vermelho, mês conhecido pelo apelo às doações de sangue é importante para chamar a atenção das pessoas. “A foto da capa de nosso Facebook já está devidamente personalizada com um chamada de conscientização à população de toda a região bragantina e, internamente, sempre disparamos comunicados e artes que incentivam a solidariedade de nossos colaboradores e seus respectivos familiares”, enfatizou Dr. Paulo Vittor.

Voltar