º,

Dólar: R$ 4.0555

Regional

Governo do Estado autoriza contratação de 189 médicos legistas


Publicado em 05/06/2019 10:56


O Poder Executivo, por intermédio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), autorizou a abertura de concurso público para a contratação de 189 médicos legistas. A iniciativa contempla as reivindicações do deputado Edmir Chedid (DEM), que tem defendido a contratação de profissionais para o Instituto Médico Legal (IML), de Bragança Paulista.

A abertura de concurso público, publicada na edição desta terça-feira (04) do Diário Oficial do Estado (DOE), deverá ocorrer no próximo ano. “A intenção é ampliar o quadro de profissionais que integram a Polícia Técnico-Científica. Atualmente, segundo a Secretaria, já existem 10 médicos legistas em formação e nenhum desses profissionais em Bragança Paulista”, afirmou.

Nos últimos meses, o parlamentar reiterou ao Poder Executivo sua indignação e preocupação com a falta de médico legista no município. “Elaborei um documento para as secretarias de Estado da Casa Civil, de Governo e de Segurança Pública relatando as insatisfações de representantes políticos e as dificuldades da população ante a falta deste profissional”, complementou.

No documento, Edmir Chedid afirmou que a falta de médico legista tem resultado em prejuízos às atividades da Polícia Civil e atraso na liberação de corpos. “O problema já havia sido discutido no governo estadual, mas nenhuma providência efetiva foi apresentada a fim de solucionar os problemas no IML de Bragança Paulista. Agora, a expectativa é de que haja mudança”, garantiu.

 

Entenda o Caso

A falta de médico legista prejudicou as atividades do IML de Bragança Paulista. Desde o ano passado, a necropsia passou a ser realizada no IML de Jundiaí, que está atendendo ainda casos de Águas de Lindóia, Amparo, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Joanópolis, Lindoia, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho, Piracaia, Serra Negra, Tuiuti e Vargem.

Edmir Chedid explicou que o acúmulo de trabalho no IML de Jundiaí, provocado principalmente pelo aumento dos casos da Região Bragantina, é o principal motivo pelo atraso na liberação de corpos. “Não podemos aceitar a simples transferência do problema de um lugar para o outro; precisamos de soluções e de médicos legistas atuando em Bragança Paulista”, declarou.

 

Concurso Público

Além das 189 vagas para médicos legistas, a Secretaria também vai abrir concurso público para a contratação de 250 delegados, 900 investigadores e 1,6 mil escrivães. Para reforçar o efetivo da Polícia Técnico-Científica, 66 policiais já estão em formação na academia, entre eles 22 fotógrafos técnico-periciais e 33 peritos, além dos 10 médicos legistas já citados acima.

A formação dos policiais na Academia de Polícia “Dr. Coriolano Nogueira Cobra” (Acadepol) tem duração de aproximadamente quatro meses, contando com o estágio realizado nas unidades policiais. Após a formação eles são distribuídos para todo o Estado. “Bragança Paulista e a região precisam destes profissionais, além dos das polícias Civil e Militar”, concluiu.

 

Voltar