º,

Dólar: R$ 3.8272

Regional

Estrada Bragança-Tuiuti fica sem serviço de manutenção


Publicado em 02/04/2019 10:12


O deputado Edmir Chedid, em nota divulgada no final de semana, manifestou sua preocupação com o fato do Estado ter rescindido o contrato de manutenção da rodovia Benevenuto Moretto (Bragança-Tuiuti-SP-095), determinada pela Secretaria de Estado de Logística e Transportes (Selt).

De acordo com o Chedid, a rescisão ocorre após seis anos de serviços ininterruptos prestados pela empresa ao governo estadual. “Trata-se de uma decisão que atende à determinação do próprio Poder Executivo - já publicada no Diário Oficial do Estado (26/03/2019) -, que está promovendo uma avaliação nas contas públicas com o intuito de garantir economia ao erário”, complementou.

Edmir Chedid disse que, apesar da confirmação, a decisão já preocupa gestores municipais de Amparo, Bragança Paulista, Monte Alegre do Sul e Tuiuti, atendidos pelo trecho de 34 quilômetros de extensão da rodovia. “Isso ocorre depois do período de chuvas, quando a manutenção é muito necessária”, afirmou.

O assunto foi discutido pelo parlamentar nesta sexta-feira, 29, com o diretor regional do DER-1 - Campinas, Cleiton Luiz de Souza. “Ressaltei a preocupação de gestores municipais e a importância de investimentos à manutenção desta rodovia, uma das mais importantes por interligar os municípios do Circuito das Águas aos da Região Bragantina; precisamos de mais investimentos”, comentou.

Alternativa - Segundo a nota do deputado, o DER-1 - Campinas assumirá a manutenção da SP-095 até que sejam disponibilizados os investimentos para a contratação de outra empresa prestadora de serviços. “O Departamento garantiu que as obras e os serviços essenciais serão executados em toda a extensão da rodovia por equipes próprias”, comentou.

Edmir Chedid afirmou que o mesmo ocorrerá nas demais vias sob a responsabilidade do DER, como a SP-360 - corredor formado pela Rod. Eng. Constâncio Cintra e Rod. Eng. Geraldo Mantovani -, que interliga os municípios do Circuito das Águas. “Este assunto também será discutido na Assembleia Legislativa, que também tem por função fiscalizar o governo estadual”, finalizou Edmir Chedid.

 

Voltar