º,

Dólar: R$ 3.8397

Politica

Câmara rejeita contas do ex-prefeito Fernão Dias


Publicado em 12/11/2018 20:49


Discussões, revolta e traição marcaram a sessão da Câmara Municipal. Decisão pode tornar o ex-prefeito inelegível por oito anos e impedido de exercer qualquer cargo público.   A sessão ordinária desta semana da Câmara Municipal, realizada na terça-feira, 14, foi longa e marcada por respostas atravessadas, plateia alvoroçada e discussões no saguão. Após o horário destinado à Tribuna Livre, a pauta foi invertida. Com isso iniciou-se as discussões sobre o Projeto de Decreto Legislativo 03/2016, sobre as contas referentes ao exercício financeiro de 2014, gestão do ex-prefeito Fernão Dias da Silva Leme (PT). O vereador Paulo Mário (PR) foi o primeiro a se manifestar sobre as contas e indicou pela rejeição. Ele apresentou uma análise feita sobre a Saúde, dizendo que o percentual aplicado em 2014 foi de29,17%, enquanto o obrigatório era de 15%. Seguiu dizendo que no terceiro quadrimestre de 2013, R$88 milhões foram para a pasta e no mesmo período em 2014, R$122 milhões. “Aonde foi parar esse dinheiro, já que a população não teve retorno?”, questionou. Também ressaltou sobre o descontrole da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2013 para 2014. Segundo ele, durante o ano teve abertura de créditos suplementares, diversos aditamentos, falta de transparência, entre outros. “Extrapolou limites”, concluiu. Em seguida FDS usou a Tribuna.  O ex-prefeito entrou e já adiantou estar revoltado com a situação. Disse que ouviu um discurso eloquente de Paulo Mário e ressaltou que “não adianta ficar falando 20 minutos, pois é humanamente impossível para eu me defender”. Ele protocolou na Câmara documento pedindo adiamento da votação e a criação de uma comissão especifica para analisar as contas em questão. “Eu vou prestar contas tostão por tostão do meu governo”, disse. FDS também criticou a presidente Beth Chedid, dizendo que deveria estar prestando atenção em sua fala. No momento ela estava conversando com o advogado da Casa, Dr. Romeu Taffuri. Após o desabafo, sem fazer defesa técnica, o ex-prefeito deixou a Tribuna. “É isso. Tchau. Não tenho mais nada para falar”. Ele deixou o documento à frente de Beth Chedid. Em seguida Fernão Dias foi para a plateia tirar satisfação com o público que o vaiou durante pronunciamento. A esposa Rosângela Leme e seu irmão João Valle o afastaram. As discussões continuaram no saguão. Os vereadores Marcus Valle e Quique Brown defenderam Fernão Dias e misturaram assuntos sem relação com as contas. Eles consideram que não há razões técnicas para rejeição. O ex-secretário de Serviços e atual vereador Moufid Doher, manteve-se calado. VOTAÇÃO: A favor das contas de 2014 votaram Antônio Bugalu, Basílio Zecchin, Marcolino, Marcus Valle, Moufid e Quique Brown. Fabiana Alessandri votou contra junto com os Beth Chedid, Mário B. Silva, Gabriel Gonçalves, João Carlos, Rita Leme, Tião do Fórum, Natanael Ananias, Paulo Mário, Claudio Moreno, Ditinho Bueno e Sidney Guedes e Dr. Claudio. O voto de Fabiana surpreendeu a turma de do ex-prefeito, já que durante quatro anos ela usufruiu da administração e o defendeu ardorosamente na Câmara. Na mesma noite vazou na internet mensagem de voz da vereadora enviada ao ex-prefeito, provavelmente durante a tramitação do projeto, na qual ela o tranquilizava dizendo para ele ficar sossegado e votaria a seu favor.

Voltar