º,

Dólar: R$ 3.9914

Policial

Operação Strike termina com traficantes e autores de roubo presos


Publicado em 19/03/2019 10:08


 

A manhã de segunda-feira, 18, começou agitada nos meios policiais com mais uma ação conjunta entre a Polícia Civil, através da DISE e a Guarda Civil Municipal. Denominada Operação Strike, começou logo pela manhã no bairro do Toró, onde foram presos um traficante e um autor de roubo. Na sequência, outro traficante foi preso no bairro Henedina Cortes, no Conjunto Habitacional Nicola Cortez, popularmente chamado de “Cidade de Deus”, em alusão a favela carioca. O outro autor de roubo se apresentou na delegacia.  Sob a batuta do delegado Dr. Wagner Luiz Lioi Modesto, titular da Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes – DISE, a ação contou com investigadores da especializada, além das equipes da ROM – Rondas Ostensiva com Motocicletas – Canil e mais duas viaturas da Guarda Civil Municipal.

Para o delegado Dr. Wagner Modesto, o apoio da GCM neste tipo de ocorrência é de suma importância, porque eles dão um suporte tático diferenciado. “Estávamos com o Canil, que consegue fazer uma varredura rápida e precisa nos locais, que por vezes são grandes terrenos, temos a equipe ROM, que com as motocicletas, evita uma tentativa de fuga pela agilidade e as outras viaturas. Além disso, temos os guardas que querem fazer a diferença para a sociedade somados ao empenho dos investigadores da DISE, terminou com o resultado como o de hoje” relatou o delegado. O colunista da GB, Jonathan Alberti, que edita a coluna “Pinga Fogo”, constantemente relata a falta de efetivo nas delegacias, principalmente nas especializadas e sempre frisou que essa parceira entre GCM e Polícia Civil, supre a necessidade e traz bons frutos para a população, através das inúmeras prisões realizadas.

Com investigações em andamento na região do Toró, a DISE foi solicitada por uma guarnição da GCM que, quando rondava nas proximidades de uma escola municipal, notou um homem, já com passagem por tráfico de drogas, correu para dentro de uma casa. Prontamente, a equipe da DISE se deslocou ao local e encontraram o suspeito e sua esposa na casa, ele foi identificado como Luís Carlos Mathias de Oliveira, de 32 anos e em revista pessoal nada ilícito foi encontrado. Questionado se havia drogas em sua casa, Luís Carlos negou aos policiais que guardasse qualquer produto ilícito e franqueou a entrada da equipe para vistoria, alegando que nada seria encontrado. Sendo assim, os policiais iniciaram as buscas e em determinado momento, um atento GCM, encontrou alguns papelotes de cocaína. Luís foi novamente questionado e acabou por confessar a prática de tráfico de drogas, inclusive apontando uma garrafa térmica onde haveriam mais drogas. No total foram apreendidos 22 papelotes de cocaína e R$ 20.

Enquanto eram finalizados os trabalhos na casa de Luís Carlos, foi irradiado na rede policial, um roubo que havia acabado de acontecer em uma padaria, na rua Cásper Líbero, na Vila Aparecida. Foram passadas as informações de que o autor trajava moletom verde e capacete preto e estava a bordo de uma motocicleta Honda/CG Titan prata, que possivelmente ele havia fugido em direção ao Toró. Com essas características, todas as equipes realizaram diligências com vistas ao motociclista, quando na rodovia João Hermenegildo de Oliveira, GCMs da equipe ROM avistaram a motocicleta, que empreendeu fuga sentido bairro do Toró por cerca de 5 km, até a porta de sua residência, que estava com os portões abertos, quando perdeu o controle de direção e caiu. Ao ser abordado, ele resistiu à ação, desferindo chutes e socos nos guardas, mas foi contido e identificado como Matheus Pedroso Oliveira, de 21 anos. Questionado, ele confessou a prática do roubo sendo encontrado com ele R$ 277,00 subtraídos da padaria e duas buchas de maconha.

Os GCMs notaram ainda que a moto que ele utilizava estava com as placas adulteradas com fita isolante, para dificultar a identificação. Ele foi ouvido pelo delegado Dr. Wagner Modesto e novamente confirmou que realizou o roubo, porém disse que havia “alugado” a moto de um outro rapaz e que o mesmo sabia que ele a usaria no assalto.

Enquanto os trâmites eram realizados, o proprietário da moto, identificado como David de Oliveira, de 26 anos, foi ao plantão para noticiar que havia sido vítima de furto. Em várias contradições, ele relatou que  tinha feito uma corrida de moto taxi para a namorada de Mateus até a R. Exp. Demerval de Oliveira Leme e quando desceu para entregar o troco à passageira, Mateus pegou a moto e saiu. Como Mateus é seu conhecido, David disse que achou que ele voltaria logo.  Porém, confrontado pelo delegado com a informação passada por Matheus, de que ele sabia do crime, David disse que não sabia do assalto especificamente, mas alegou que Mateus o chamou até sua casa e pediu a moto para “fazer uma fita” e que pagaria R$ 100,00 pelo “aluguel” da moto. Sobre a adulteração da placa, ambos negam que tenham feito.

Em continuidades a operação foram realizadas diligências no bairro Henedina Cortez, no Conjunto Habitacional Nicola Cortez, popularmente chamado de Cidade de Deus, local conhecido pelos policiais como um dos pontos mais próspero de tráfico de drogas na região.

No local, as equipes se dividiram e na área de lazer de um dos blocos, os policiais avistaram um grupo de pessoas e um indivíduo, que não esboçou nenhum tipo de reação, pois notou estar cercado, tanto pela Polícia Civil, quanto pela GCM. Ele foi abordado e identificado como Bruno Henrique Martinho Brandão, de 26 anos. Antes mesmo de ser revistado, ele disse que carregava drogas e com ele, em sua cueca, foram encontrados 21 papelotes de cocaína, e R$ 20, que segundo ele era proveniente de uma venda que havia efetuado momentos antes. Ele disse ainda que vendia drogas há cerca de uma semana e que cada porção custa R$ 20. 

Todos os detidos receberam voz de prisão sendo Bruno e Luís Carlos encaminhados a DISE e autuados por tráfico de drogas enquanto, D. e Matheus foram encaminhados ao Plantão Central e autuados por roubo, sendo todos encaminhados à audiência de custódia.

 

 

 

 

Voltar