º,

Dólar: R$ 4.1273

Policial

Novo Comandante da PM fala em mudanças: “Vamos valorizar e incentivar a Força Tática”


Publicado em 12/11/2018 20:47


1803176Desde o dia 2 de fevereiro, o 34º Batalhão da Polícia Militar do Interior - 34º BPMI – é comandado pelo Tenente Coronel Mário Pugliese Falararo. Ele foi indicado para o comando após o afastamento, no mês de dezembro, do Ten. Cel. Fabio Augusto André Ximenes do Aragão, que deve ter sua aposentadoria homologada em 7 de abril, mesmo dia em que acontecerá a cerimônia de transmissão de cargo do Tenente Coronel Pugliese. Vindo do 49º BPMI de Jundiaí, que comandou por três anos, o Ten. Cel. Pugliese recebeu a reportagem da Gazeta Bragantina e GB Norte e falou sobre a linha de comando da PM, mudanças, aprimoramentos de equipamentos e da realização de um trabalho árduo para a redução dos índices de criminalidade para dar mais segurança à população. “As linhas de comando são universais na PM como um todo. Nós vamos procurar fazer o trabalho no sentido de reduzir os indicadores criminais e transmitir a população maior sensação de segurança. Isso é o que é importante para nós”, disse. Porém, mesmo com as linhas de comando seguindo essa forma universal, o novo Comandante diz que algumas mudanças serão necessárias, como a troca do Serviço de Dia (Responsável pela guarda do Quartel), da Avenida Plínio Salgado para a entrada antiga na Avenida José Gomes da Rocha Leal. “Eu assumi faz pouco mais de um mês e esse período de adaptação. Para a gente conhecer, saber como é que estão se condicionando as coisas no Batalhão, aquilo que está bom, aquilo que precisa melhorar. Esse sistema da entrada do quartel foi uma coisa que, antes de eu assumir, percebi que poderia mudar. Já fizemos e enviamos um projeto básico para o CPI (Comando Policial do Interior) para instalação de câmeras, automatização dos portões, para que a entrada volte a ser aqui (Avenida José Gomes da Rocha Leal)”, disse. O troca dessa entrada para a Avenida Plínio Salgado, aconteceu na gestão do Ten Cel. Ximenes e várias críticas foram enviadas para a reportagem da GB, reclamando das péssimas condições oferecidas, além do ataque de centenas de pernilongos que apareciam no local, a beira do ribeirão em dias e noites quentes. Porém, Ximenes foi afastado antes de a GB poder ouvir sua versão sobre as críticas enviadas para a redação. Outra questão levantada pela GB ao oficial foi sobre a equipe de Força Tática, que há algum tempo não é vista nas ruas com o “vigor”, realizando seu importante papel nas prisões, apreensões que fechavam muita “boca de fumo” por quase meio ano. E nessa questão Pugliese foi incisivo: “Já tenho planos para a Força Tática. Acho que a Força Tática é um instrumento essencial para o Comandante do Batalhão.É uma força de Apoio para situações mais extremas. Então eu pretendo dar uma boa reforçada na Força Tática, equipar as viaturas, dar curso para seus integrantes e valorizar esse policial da Força Tática, porque acho ele de suma importância” afirmou á GB. Segundo o Tem. Cel. está sendo feito um estudo para que esses aprimoramentos aconteçam e que a equipe Tática retorne com todo o “vigor” para as ruas. “Estamos fazendo um estudo para aprimoramento da Força Tática e você pode ter certeza que não só a população de Bragança, mas como dos 16 municípios vão ver a Força Tática mais atuante, trabalhando como deve trabalhar. São filosofias de comando diferente, mas nós vamos procurar valorizar e incentivar a Força Tática” explicou. Explicou ainda que a Polícia Militar tem como objetivo “Inibir o crime através da presença. Essa é a finalidade da Polícia Militar.É um policiamento preventivo, ostensivo, fardado. Então a própria presença da viatura em um determinado local inibe o cometimento de crime no primeiro momento” disse. Ele também falou sobre o funcionamento das equipes de rádio patrulha, chamadas internamente de “status 01”, que tem como função atender chamadas do 190, porém, segundo o Comandante, “a demanda dessas equipes é muito grande então a rádio patrulha que está atendendo o 190 quase não para. Porém em contrapartida, a Polícia como está diuturnamente na rua tem, por obrigação, que fazer repressão imediata. Por exemplo, o crime acabou de acontecer ela tem que agir, tem que pegar o meliante que cometeu aquele crime e tem que prender” explicou. Pugliese também falou sobre as equipes de status 03, que são designadas para operações específicas designadas para determinado ponto da cidade. “Conforme o estudo dos índices criminais, a gente designa essas viaturas do status 03 para esses locais, onde a incidência de crime é maior. Então o objetivo delas é mais específico, que é atender determinado bairro, determinada região onde estão acontecendo esses tipos de delito” disse. Um exemplo sobre o status 03 é a Equipe de Apoio que, em levantamento feito pela GB, prendeu de setembro de 2016, até o mês de março, mais de 65 pessoas, entre elas chefes do tráfico de drogas no Jardim Santa Lúcia (três diferentes), CDHU, Henedina Cortez, Fraternidade entre outros bairros e apreendeu grande quantidade de drogas, sendo que em apenas uma ocorrência foram mais de 10 kg de maconha retirados das ruas. Fora as equipes que atendem 190 e as equipes de status 03, o 34º BPMI conta com as equipes de DEJEM - Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar -, a Base Móvel, que é usada em alguma operação eventual, a ROCAM – Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas e a Força Tática. Segundo o Comandante não deverá haver mudanças nas equipes que vem atuando na rua. “Não tem como alterar, isso é um padrão na polícia toda, as quatro equipes que trabalham continuam” disse. Portando, o cidadão pode continuar se sentindo protegido, já que as quatro equipes, juntamente com as Equipes de Apoio, ROCAM e Força Tática, tem feito um excelente trabalho para a segurança, não só dos Bragantinos, mas de todos os cidadãos que pertencem as 16 cidades que estão aos cuidados do 34º BPMI. Além de Bragança, o 34º BPM/I é responsável pelos municípios de Águas de Lindoia, Amparo, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Joanópolis, Lindoia, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho, Piracaia, Serra Negra, Socorro, Tuiuti e Vargem.”

Voltar