º,

Dólar: R$ 4.147

Policial

Ameaça:  Mulher é presa após deixar bolsas com supostas bombas


Publicado em 16/11/2019 18:31


Local ficou interditado cercade 4 horas devido a ameça de bomba. FOTO: Jonathan Alberti/GB

Por volta das 11h20 da manhã deste sábado, 16, a Polícia Militar foi acionada apara comparecer em frente ao Cartório Bragança, na Avenida Plínio Salgado, onde uma mulher dizia que iria se matar acionando um artefato explosivo que estaria em uma de suas bolsas.

Ela deixou três bolsas espalhadas na frente do Cartório. Dentro de uma delas um dispositivo eletrônico apitava, o que aumentou ainda mais a suspeita de bomba. Prontamente a equipe policial foi ao local e deteve a mulher, que não ofereceu nenhum tipo de resistência, e a encaminhou ao Plantão Centra da Polícia Civil, onde foi ouvida.

Segundo apurado pela reportagem da GB, a mulher estava muito nervosa e ora dizia que havia bombas nas malas, ora desmentia dizendo de que não havia nada.
O Tenente da Polícia Militar Minnemann, atendeu a reportagem após a verificação dos dispositivos e explicou que mediante a ameaça de bomba foi acionado o Esquadrão Antibombas do Grupo de Ações Táticas Especiais- GATE para verificar o conteúdo das bolsas. “Eles fizeram a neutralização de um dos objetos, que era o principal, era uma espécie de artefato montado, que tinha um dispositivo eletrônico dentro que estava apitando, e pela reincidência dela e pela situação foi tratado como um dispositivo real. Então foi realizada a neutralização mediante explosão” explicou o Tenente. Outras duas bolsas estavam jogadas no local e foram submetidas ao Raio-X que apontou que não existia nada no interior das bolsas.


Agora o a condução do caso fica a cargo da Polícia Civil que averiguara melhor o caso.

Voltar