º,

Dólar: R$ 3.9365

Meio Ambiente

Bragança volta a conquistar o certificado de 'Município Verde Azul'


Publicado em 25/03/2019 17:20


 

Depois de obter o 341º lugar no ranking em 2017, como um dos piores municípios em relação ao meio ambiente e saneamento básico (nota 16,33 e 341ª posição), Bragança voltou a figurar entre os que recebem o certificado de ‘Município Verde Azul’, concedido pelo Governo do Estado. A cidade se colocou na 44ª colocação, com a nota 84,32 no ranking divulgado com base em dados de 2018. A conquista se deveu a ações e campanhas de conscientização ligadas à educação ambiental e a conservação da biodiversidade. Melhores posições que essa só em 2014, com nota 96,81 e a 5ª colocação e em 2015, nota 95,69, no sexto lugar.

A pontuação vai de zero a 100 e, para obter o selo, o município deve alcançar média acima de 80. A avaliação inclui dez quesitos: município sustentável, estrutura e educação ambiental, conselho ambiental, biodiversidade, gestão das águas, arborização urbana, qualidade do ar, uso do solo, esgoto tratado e resíduos sólidos.

Criado em 2007 pelo Governo do Estado, o selo possibilita às cidades firmarem convênios com entidades e empresas nacionais e internacionais que queiram investir na temática ambiental, além de convênios em âmbitos estadual e federal.

Na região, Bragança ficou atrás apenas de Socorro, que ocupa a 39ª posição, com nota 85,25. A terceira cidade aprovada foi Atibaia, que aparece no ranking com nota 81,4, na 66ª posição.

Todos os demais municípios da Região de Governo de Bragança foram reprovados: Piracaia (nota 53,09 - 144ª colocação); Lindóia (42,65 - 186ª); Águas de Lindóia (21,61 - 277ª); Pedra Bela (12,00 - 326ª); Jarinu (11,28 - 329ª); Amparo (10,97 - 336ª); Serra Negra (9,39 - 388ª); Joanópolis (7,76 - 456ª); Bom Jesus dos Perdões (6,08 - 538º); Pinhalzinho (6,03 - 541ª); Nazaré Paulista (5,95 - 546); Vargem (5,63 - 553º) e Tuiuti (4,88 - 573º).

 

Voltar