º,

Dólar: R$ 5.1787

GB Norte

Vereadores pressionam Sabesp sobre demandas da Zona Norte


Publicado em 08/02/2020 12:21


A Comissão de Finanças, Orçamento, Obras, Serviços Públicos e Desenvolvimento Urbano da Câmara recebeu na quarta-feira, 5, José de Carmo de Souza Júnior e Marco Antônio Siqueira, gerentes da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), para apresentarem demandas da população e sanarem dúvidas sobre os serviços oferecidos pela concessionária. Mario B. Silva foi quem deu início aos questionamentos. O vereador convidou moradores do bairro Chácara Julieta Cristina para acompanhar a sessão. “Temos a questão desse bairro, que está praticamente dentro da cidade, próximo a outros loteamentos e, na Rua José de Lima, conhecida como ‘Zé Japão’, não há ligação de água nem esgoto. Estive no local com os representantes da Sabesp e hoje trouxe os moradores para saber qual o posicionamento de vocês”, iniciou. Júnior explicou que a vistoria foi feita e o estudo Vereadores pressionam Sabesp sobre demandas da Zona Norte para viabilidade de atendimento será realizado, o que demora cerca de 30 dias.

 Como parte desse estudo, os moradores haviam se comprometido em entregar a relação de moradores e quantidade de imóveis para facilitar os dados. O vereador então protocolou o documento e afirmou “quero registrar na frente da Comissão de moradores a entrega dessas informações e reafirmar o compromisso de que em 30 dias haverá um retorno por parte da Sabesp para essa comissão e vereadores”, disse. Na sequência, Mario questionou o serviço de repavimentação realizado pela concessionária. Os gerentes garantiram que este é um desafio para Sabesp e empresas de saneamento e que lutam para aprimorar o trabalho com equipamentos novos. O vereador questionou ainda sobre a troca de hidrômetros no Green Park e sobre erro na leitura. “A Sabesp possui um programa de troca preventiva desses equipamentos, que tem média de cinco anos.

A troca não tem custos para o cliente, e todos os hidrômetros instalados tem certificação e homologação do Inmetro. Em caso de dúvida, questionamentos na leitura, a Sabesp deve ser contatada via agência, 0800, aplicativo ou site, para que uma visita seja realizada”, disse Siqueira. A respeito da limpeza e desassoreamento do Lago da Hípica, explicou: “existe uma área especializada da engenharia da Sabesp que está cuidando dessa obra, o trabalho já está a todo vapor. Ontem tivemos visita técnica e agora estamos em ajustes do projeto executivo, a previsão do contrato é de 12 meses de serviço, a expectativa é cumprir em tempo menor”, disse.

Voltar