º,

Dólar: R$ 4.183

GB Norte

Prédio da antiga Austin continua sem destinação efetiva


Publicado em 24/05/2019 16:20


 

O prédio da antiga fábrica têxtil Austin, no Parque Brasil, continua sem projeto que possa dar destinação de uso para a comunidade do bairro. Há muito tempo está abandonado.

Onde um dia foi uma indústria têxtil próspera, de 5.435,26m², se tornou alvo de invasões de famílias sem moradias e sua conservação é precária, com pichações e muita sujeira.

Na terça-feira, 14, a reportagem esteve no local e averiguou que no local são jogados entulhos provenientes da construção civil como isopor e madeiras. O interior do prédio é constantemente invadido por usuários de drogas e até mesmo pessoas que estacionam veículos para fazer sexo.

Enquanto isso, a área externa ainda é utilizada por autoescolas para alunos aprenderem a dirigir e percorrer percurso que consta da prova prática.

Em meio ao matagal, pedestres se arriscam para atravessar a trilha repleta de entulhos para acessar o bairro.

Segundo a Prefeitura, há planos de construir um centro de convenções, nos moldes do que existe em Serra Negra, mas ainda não há projeto.

O prédio faz parte de uma área de 277.530,00m², equivalente a 25 campos de futebol. Em junho de 2010 o lugar foi cedido a título precário à Prefeitura. Em 2014 o espaço foi invadido por 30 famílias que, posteriormente, foram transferidas para casas populares e aluguel social.

Voltar