º,

Dólar: R$ 4.147

GB Norte

Esburacadas, vias da Zona Norte causam riscos a moradores


Publicado em 05/04/2019 15:53


Parte do asfalto da avenida Rosa Rafane Cectine, no Henedina Cortez, está com deformação e em estado de deterioração, mesmo depois de recente recapeamento. Na quarta-feira, 27, a GBN constatou que o
asfalto já está em desnível e esfacelando.
Moradores expressaram indignação pela via apresentar avarias em tão pouco tempo. Em outros pontos da
cidade que foram recapeados, como na Av. dos Imigrantes, o asfalto teve que ser refeito pela equipe da Secretaria de Serviços por apresentar os mesmos problemas devido ao tráfego de veículos pesados.
No canteiro central da avenida Oito de Maio, na altura da portaria do Conjunto Habitacional Henedina Cortez, sentido bairro-centro, parte do concreto e o asfalto no entorno da tampa de um bueiro está quebrada. Aparentemente o canteiro central foi construído em cima da tampa de tubulação, que já apresenta ferrugem. Muitos pontos estão quebrados pela passagem de veículos mais pesados. Motoristas têm reclamado da falta de sinalização horizontal nas lombadas e faixas de pedestres que desde o recapeamento asfáltico não foi providenciado por todo o bairro. Na rua José Souza Dias Guimarães, não há calçada para pedestres, somente guia e sarjeta. No início da rua há uma boca de lobo destampada e coberta por mato alto que esconde um verdadeiro buraco por onde passam as águas pluviais, por ali o cheiro de esgoto é forte. Na rua Treze,  djacente da av. Oito de Maio, duas bocas de lobo encontram-se entupidas, fazendo com que a água que  everia ser escoada se espalhe pela via.

                                                                                                                                                               Jardim Morumbi - Dois buracos enormes não passaram despercebidos aos olhos de motoristas que passam pelas  ruas Leopoldo Marcheli e Professora Izabel Vieira Ferreira, no Jardim Morumbi.
Na primeira rua, o buraco encontra-se numa curva acentuada, o que atrapalha a visibilidade de motoristas que precisam de atenção redobrada para desviar. Quem desce a rua sentido bairro-centro deve se atentar para não ser pego de surpresa com motoristas que invadem a outra mão de direção para não cair no buraco.
Em outra rua, a depressão na rua é bem visível, está no canto darua destruindo a sarjeta. Dentro acumula-se sujeira, água parada e mato.

 

Voltar