º,

Dólar: R$ 4.183

GB Norte

ACADEMIA DA SAÚDE: Programa do governo federal está paralisado há seis anos


Publicado em 08/06/2019 10:53


As unidades do programa Academia da Saúde, localizadas nos bairros Parque dos Estados, Padre Aldo Bolini e Jardim São Miguel foram construídas há seis anos e até hoje a comunidade aguarda o término das obras. Ao lado dos prédios estão as Academias ao Ar Livre, bastante utilizadas pela população.
O programa é uma estratégia de promoção e produção do cuidado com a saúde, a partir da implantação de espaços públicos que devem contar com infraestrutura apropriada, equipamentos e profissionais qualificados.
O polo do Parque dos Estados fica na Praça Narciso Pinheiro, foi construído em 2013 e não foi inaugurado. Hoje ele é invadido por usuários de drogas, teve os vidros quebrados e a fiação furtada. A Prefeitura estuda, através de recursos próprios, manter o local funcionando e angariar recursos do Ministério da Saúde para a manutenção.
Ainda no Parque dos Estados, a Academia ao ar livre está com equipamentos depredados e outros que sofreram ação corrosiva do tempo. A placa de sugestão de exercícios está apagada.
O morador Paulo de Oliveira, 77 anos, relatou a GBN que mesmo aposentado, continuou ativo trabalhando e frequentava a academia do Parque duas vezes por semana para cuidar da saúde. Agora que finalmente pode descansar, pratica os exercícios sempre que pode. “Fui orientado pelo médico a cuidar da saúde para não ter diabete, infelizmente alguns equipamentos estão prejudicados”.
No Padre Aldo Bolini, o polo da Academia da Saúde fica na rua Djanira Braudi Bertolotti, ao lado da unidade de saúde do bairro. O prédio está mais conservado que o do Parque dos Estados, entretanto, tem vidros das janelas quebrados e pichações. Os equipamentos de academia para a terceira idade também estão em melhores condições, mas o extensor de perna está quebrado e acumulando água parada, alguns equipamentos estão amassados e enferrujados.
Ambas as unidades foram construída com o repasse de recursos federais de R$ 180.000,00 cada, e não inauguradas. Segundo o Ministério da Saúde os valores repassados foram apenas para a infraestrutura e não foi solicitado a pasta custeio de equipe.
No Jardim São Miguel, o polo fica na praça da rua Alfredo Klinkerfus, próximo a nova Escola Estadual. A obra custou R$ 80 mil, executada na gestão do ex-prefeito Fernão Dias (2013-2016). Devido ao recurso ser menor em comparação aos outros projetos, o espaço é modesto, disponível apenas barras para exercícios, tem dois sanitários e uma área coberta.
A situação do local não é diferente dos outros polos. Há sinais de invasões, vidros quebrados, depredações e desgaste dos equipamentos.

 

Voltar