º,

Dólar: R$ 3.8397

Educação

Educação de SP abre primeiro processo seletivo para Dirigentes Regionais de Ensino


Publicado em 05/06/2019 11:30


 

 

 

 

 

A Secretaria Estadual da Educação dá início a uma nova etapa do programa “Líderes Públicos”, cujo objetivo é profissionalizar a gestão de pessoas na rede e adotar uma metodologia de avaliação baseada em competências.

Depois de concluir a análise de desempenho dos 91 Dirigentes Regionais de Ensino, a partir de entrevistas e devolutivas com os atuais ocupantes, a Secretaria da Educação abre um processo seletivo para 34 novos profissionais da rede interessados em desempenhar essa função. As inscrições serão abertas nesta quinta-feira (6) e poderão ser feitas até o dia 28 de junho, pelo site www.educacao.sp.gov.br/lideres-publicos

 

Quem pode participar -  A lei complementar número 836, de 1997, prevê que podem ocupar o cargo de Dirigente de Ensino na Secretaria Estadual da Educação, e portanto, estão aptos a participar da seleção, profissionais com curso superior ou pós-graduação na área de Educação e que sejam titulares do quadro de magistério estadual. É necessário ainda ter pelo menos dez anos de experiência no magistério; ou oito, sendo dois deles na função de suporte pedagógico educacional ou direção de órgãos técnicos.

As vagas serão para as Diretorias Regionais de Ensino na Capital (Centro-Oeste, Leste 1, Leste 2, Leste 3, Sul 1 e Sul 2); na Grande São Paulo (Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco e Suzano); e no Interior (Adamantina, Americana, Araçatuba, Araraquara, Birigui, Bragança Paulista, Campinas Oeste, Capivari, Itapeva, Itararé, Jacareí, Jales, José Bonifácio, Limeira, Lins, Marília, Miracatu, Pindamonhangaba, Pirassununga, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São Roque e Sumaré).

 

Como será o processo seletivo -   Segundo o governo estadual, a metodologia de avaliação é inspirada nos melhores modelos internacionais de gestão de pessoas no setor público e tem como objetivo valorizar competências como liderança, resiliência e tomada de decisões.

O processo seletivo é composto por sete etapas: análise curricular; teste de perfil e aderência; entrevista por competência; entrevista com especialista e entrevista final realizada pelo secretário da Educação Rossieli Soares.

A seleção tem objetivo de avaliar o profissional sob diferentes óticas, por isso inclui mapeamento de competências, análise curricular e teste de perfil. Os profissionais serão entrevistados por especialistas do governo e vão ser estimulados a propor um plano de ação para melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de São Paulo (Idesp).

Os mais bem avaliados farão parte de uma lista, da qual o governo escolherá os novos Dirigentes.

Para Rossieli Soares, a gestão de pessoas é o principal desafio na gestão, e por isso o projeto Líderes Públicos tem como foco identificar os profissionais mais aptos a exercer posições de liderança. “O modelo de gestão que estamos desenhando e implementando tem como objetivo final melhorar o aprendizado dos nossos alunos, e isso começa com uma relação próxima, direta e efetiva entre professores e diretores”, afirma Soares.

 

Parceria

O programa é fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual da Educação e a Aliança, formada por quatro organizações do terceiro setor – Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanize e Instituto República. O acordo de cooperação técnica não envolve custo para o Estado.

O parceiro especialista deste trabalho é a Vetor Brasil, que será responsável pela preparação e apoio operacional das etapas.

 

Voltar