º,

Dólar: R$ 3.9914

Educação

APAE de Bragança comemora 50 anos


Publicado em 12/03/2019 10:49


Uma das entidades assistenciais mais queridas da cidade, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Bragança comemora 50 anos de existência.

Foi fundada em 16 de março de 1969 pelo médico Dr. José Parente e dona Orminda, através da iniciativa da senhora Maria Teresa Egler Mantoan e demais pais de excepcionais da cidade.

Beneficente, a entidade, desde então, tem a missão de atender crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual, através de trabalhos terapêutico, assistencial e pedagógico.

A primeira diretoria contou com a participação de Aurélio Gimenez Sanches (em memória), esposo da senhora Graziela de Moraes Costa Sanches, conhecida como Dona Zelinha. A primeira sede ficava na rua

A primeira sede foi montada na Rua Cel. Osório, centro da cidade, passando depois para a Rua Cel. Afonso Ferreira, na Vila Municipal, até conquistar a sede própria, em abril de 1995, na rua José Acedo Toro, 800, Jardim Sevilha, e atende 187 pessoas portadoras de necessidades especiais, do nascimento à idade adulta, por meio de seus programas.

A presidente Maria Cândida Toloza Fonseca conversou com a GB na semana passada, e explicou que a Apae de Bragança é formada pelas diretorias executiva, administrativa, técnica e pedagógica, e que na executiva todos os integrantes são voluntários. Os demais, contratados.

Sobre as necessidades para manter a entidade, disse que tem um repasse mensal do governo da União, por meio da Prefeitura, assim dividido: R$ 45,7 mil da Secretaria de Educação, R$ 32 mil da Secretaria de Saúde e R$ 32,9 mil da Secretaria de Ação e Desenvolvimento Social.

Eventos - Anualmente diversas atividades são desenvolvidas com os assistidos, cumprindo um calendário que ainda não está fechado para este ano. Além do aniversário de fundação, em abril está prevista a Noite Italiana; em maio Ação entre Amigos, uma parceria com empresas privadas; em junho a Festa Junina, parceria com escolas particulares; em julho a Feijoada e o Porco no rolete; em agosto a Exposição de Arte na Fesb e Câmara Municipal; a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência e a apresentação de atividades culturais (teatro e dança) na Casa da Cultura; em setembro a participação no desfile de 7 de Setembro e o Chá Beneficente; em outubro a Semana da Criança (evento interno) e Fogo no Chão e Porco no Rolete, em novembro uma nova Ação entre Amigos e finalmente em dezembro a Confraternização de Natal.

Missão - Muitas foram e muitas são as pessoas que se dedicam à missão da APAE de Bragança: pais, profissionais, amigos, todos unidos no objetivo de mostrar que a deficiência intelectual não é um obstáculo a uma vida produtiva e feliz.

Segundo a presidente, a APAE tem vencido os desafios, o maior deles a modernização de seus programas, melhorias no nível de qualidade oferecido aos atendidos, e a participação de toda a sociedade.

 

Voltar