º,

Dólar: R$ 5.1787

Editorial

TRANSFORMAÇÕES NECESSARIAS


Publicado em 12/11/2018 19:34


Paulo Alberti Filho “Dezenas, ou centenas, de médios e pequenos jornais impressos do interior do país, representativos em suas comunidades e com longa história de lutas, enfrentam hoje dificuldades para sobreviver. A internet e a tecnologia mudaram a forma de fazer comunicação. A notícia está ao alcance dos dedos em uma infinidade de aparelhos móveis. Quanto maior a crise, menor a força desses diários para manter a independência e fugir às pressões de grupos políticos e econômicos. A realidade é mais dura do que pode parecer. A falência de um jornal comunitário com trinta, cinquenta ou mais de um século de vida representa uma perda de referências para a comunidade e região em que circula. Pode ser substituído por uma boa rádio, por um bom portal de notícias, pelo jornalismo de um canal de TV? Pode. Mas, no geral, essas mídias ainda não carregam plenamente a principal característica de um diário independente: a de apresentar a informação de forma organizada, com análises, comentários e diferentes opiniões. Desde que preservada, cada vez menos importará se essa característica continuar no impresso tradicional - distribuído a assinantes ou vendido em bancas - ou estiver disponível na versão digital do jornal na web. O que não pode morrer é o conteúdo de qualidade, o jornalismo isento e imparcial, a cobertura que atende aos interesses do leitor local. Boa informação ajuda na formação de cidadãos esclarecidos e conscientes - condição vital para a consolidação da democracia e o desenvolvimento sustentado do país.” (Texto pinçado do editorial de Celestino Vivian publicado no dia 15 de abril de 2014 no site do Observatório da Imprensa”) As transformações de mercado, política e econômica do Brasil e as características locais destes mesmos ingredientes vem conduzindo a direção da Gazeta Bragantina a proceder mudanças necessárias para sobreviver a essas intempéries, na tentativa de manter o jornal com conteúdo editorial independente e circulação garantida. Racionalmente decidiu-se que a edição das quintas-feiras da GB será extinta a partir de 1° de junho. Paralelamente, está sendo desenvolvido um novo portal de notícias que deverá entrar no ar no mês de julho com conteúdo atualizado diariamente. Desta forma, a Gazeta Bragantina, a partir do dia 1° de junho, terá edições impressas somente as terças-feiras e sábados, ou ainda em edição extraordinária se o fato assim o exigir. Outras medidas estão sendo estudadas para ampliar o acesso da população às edições impressas para que cidadãos e cidadãs esclarecidos tenham informações de qualidade e credibilidade para formação de opinião. É mais uma de várias etapas que ao longo dos últimos 33 anos desafiaram a GB proceder transformações necessárias para continuarmos a prestar serviços e defender os interesses da população e de Bragança Paulista.

Voltar