º,

Dólar: R$ 5.2229

Editorial

Desmoralizados – Grau 2


Publicado em 12/11/2018 19:34


Paulo Alberti Filho O mea – culpa confessado na Tribuna da Câmara recentemente, pelo vereador Marcus Vale (PV) da base aliada do prefeito, quando afirmou que os vereadores estão desmoralizados perante a população, ainda ecoa. Esse eco foi ampliado com a posição de 12 dos 19 vereadores, que derrubaram o projeto que reduziria o salário dos edis em 68% para a próxima legislatura. O grau de desmoralização subiu mais um ponto. Mais uma armadilha do prefeito está lançada nas mãos da Câmara, representada pelo Projeto de Lei Complementar 12/2016, que autoriza o Executivo leiloar áreas de terrenos localizados na zona norte da cidade para cobrir despesas com obras na zona sul. Obras como a reforma do prédio do Colégio São Luiz que tinha verba de mais de R$11milhões para sua conclusão; obras de desassoreamento do Lago do Taboão e recolocação de adutoras da Sabesp, entre outras . Como contraponto, o prefeito listou recuperação de algumas ruas da Hípica Jaguari. Se aprovado o projeto, o leilão pretende arrecadar R$1.480.000,00. Eu acredito que vender propriedade do povo para suprir despesas em obras que tiveram verbas milionárias e ninguém sabe como foi gasta, como o caso do Colégio São Luiz; para pagar desassoreamento do Lago, que foi provocado por loteamentos e empresas que construíram no entorno do lago sem observar a legislação; é um absurdo. O caso do desassoreamento do lago está na Justiça, com sentença etc. E ninguém informa se foi cumprida ou não. Se o prefeito quer vender terrenos do povo para investir em obras públicas, que venda. Mas que o dinheiro seja investido na recuperação de ruas e equipamentos públicos dos próprios bairros onde se localizam as áreas que possivelmente serão postas em leilão. E os terrenos em questão estão localizados no Jardim São Miguel, Águas Claras, Parque dos Estados, Vila Bernadete e Jardim Nova América que estão em estado de petição de miséria. O fato de o projeto listar algumas ruas da Hípica, injustiça mais ainda os bairros da zona norte onde estão os terrenos, porque a situação das ruas, escolas, praças e jardins, estão igual ou pior que as listadas da Hípica. Por outro lado, os vereadores tem outra oportunidade para redimir alguns pontos do grau de desmoralização, rotulada por um dos mais experientes vereadores da Casa, ouvir os moradores dos bairros envolvidos, antes de votar o projeto. Aliás o próprio prefeito deveria ir em cada bairro e fazer a mesma consulta, até porque as audiências públicas que se fazem na Câmara tem servido apenas para cumprir o rito da lei, com comparecimento pífio de pessoas que, na maioria das vezes, são os habituês do legislativo e nada tem a ver com a causa. Não serve de parâmetro para demonstrar a vontade e a opinião da população. Mais uma vez, nós povo, caso o projeto for aprovado, seremos penalizados por essa administração do PT, perdulária, incompetente e medíocre que tanto mal faz à Bragança e, desta vez, com a cumplicidade servil dos desmoralizados vereadores.

Voltar