º,

Dólar: R$ 4.147

Dia Internacional Contra Drogas

*Rogério Machado Diversas foram as manifestações que aconteceram no Brasil, e no mundo à fora, para marcar o “Dia Internacional Contra o abuso e tráfico ilícito de Drogas”, terça-feira, 26. A data foi criada a partir da resolução 42/112 da Organização das Nações Unidas, em 1987. De acordo com o Relatório Mundial de Drogas, desenvolvido pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), estima-se que anualmente morrem aproximadamente 200 mil pessoas em decorrência do consumo de drogas ilícitas. E, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 243 milhões de pessoas consomem drogas ilícitas em todo o mundo – cerca de 5% dos habitantes do planeta com mais de 14 anos Entenda-se por droga toda e qualquer substância líquida, sólida ou pastosa usada para alterar ou influenciar as funções do corpo e da mente quando consumida. Mas, em princípio as drogas, originalmente extraídas das plantas, eram usadas na medicina no tratamento de doenças, para obtenção de diagnósticos, na cura e prevenção de doenças ou para alívio dos sintomas. Entretanto, as drogas também passaram a ser usadas com objetivos recreacionais, tornando-se parte da vida diária. Refiro-me ao álcool, chás e café, que são drogas psicoativas (que alteram as emoções). Além disso, outras drogas psicoativas como a nicotina, a cocaína, heroína e a maconha podem ser usadas para alterar as funções do corpo e da mente. Somam-se à essas as drogas sintéticas como o LSD, entre outras. Precisamos esclarecer aqui qual foi o principal objetivo do “Dia Internacional Contra as Drogas”. O que se pretendia era chamar a atenção da população e trazer conscientização sobre o consumo das drogas que causam dependência física e mental, e que são proibidas por lei, principalmente entre os adolescentes e jovens. E aqui já teríamos algumas divergências já que em nosso país discute-se a descriminalização da maconha, excluindo a criminalidade de seu uso. Destaque-se também que enquanto campanhas procuram chamar a atenção da população sobre o consumo das drogas que causam dependência física e mental proibidas por lei, o consumo de álcool (droga lícita) tem sido a causa de inúmeras mortes, principalmente no trânsito. Tudo isso me fez pensar no que poderia levar alguém ao uso de drogas. Pode ser curiosidade. Talves influências, insegurança, ilusão, desilusão, desesperança ou falta de paz. A verdade é que seja qual for a situação a droga ainda é a pior saída, pois pode ser um caminho sem volta. A Bíblia mostra que “no mundo serão muitas as aflições” e que “o mundo jaz no maligno” (Evangelho de João 16:33 e 1ª Carta de João 5:19), mas você não pode se deixar influenciar por qualquer que seja a situação e voltar-se para as drogas. Portanto, se você está cansado dessa sua vida e está pensando em usar drogas, ou se você já está usando drogas, mas não aguenta mais essa situação, a solução é Jesus Cristo. Entregue-se, sem reservas a Cristo! Ele mesmo disse: Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei... e achareis descanso para as vossas almas” (Evangelho de Mateus 11:28 e 29). *Rogério Machado é jornalista e pastor da Igreja Batista Boas Novas -  prrogeriomachado@yahoo.com.br

Voltar