º,

Dólar: R$ 4.147

Dia dos Namorados

*Rogério Machado Na próxima terça-feira, 12, comemora-se o “Dia dos Namorados”. Mas, ao invés de escrever sobre namoro escrevo sobre casamento. E, eu creio que o texto poderá ajudá-lo(a) em seu futuro casamento, se ainda está namorando ou casamento, se já se casou. Dez verdades que todo casal precisa lembrar 1 – O casamento foi idealizado por Deus – Gênesis 2:21 a 24; 1:31 e Salmos 127:1. Foi Deus quem criou o casamento. Ele uniu o homem a sua mulher e, assim como no passado, Deus deseja a união do homem com sua mulher. 2 – O casamento deve ser centralizado em Cristo – Epístola aos Filipenses 2:3 a 8 e 1ª Coríntios 13:4 a 7. O casal busca solução para seus problemas à maneira de Cristo (que amou ao ponto de se entregar). Como resultado o casal cresce na graça. 3– Deve haver gratidão pelo cônjuge, diante de Deus e dos homens – Gênesis 2:18, 23 a 25. Deus arquitetou o casamento para suprir a necessidade humana de companheirismo e “cumplicidade”. Devemos agradecê-Lo por isso e não nos “envergonharmos” do cônjuge que temos (nem reclamar). 4– Casamento envolve altruísmo – Epístola aos Filipenses 2:4; 1ª Epístola aos Coríntios 13:5 e Evangelho de João 13:2 a 15. a- Pense no outro. “Que o cônjuge não pense somente no que é seu, senão também o que é do outro”. b- Seja humilde. Exercite a humildade com seu cônjuge. Imite a Cristo, servindo. 5 – Amarás o seu cônjuge como a ti mesmo – Evangelho de Marcos 12:31 e Epístola aos Romanos 13:8. Pare de olhar para suas necessidades e volte-se para as necessidades do seu cônjuge. 6– Tenha uma comunicação agradável. Fale de maneira edificante – Epístola aos Efésios 4:29. As palavras ditas ao cônjuge devem ser agradáveis e construtivas. 7– Casamento envolve perdão. a- Você deve perdoar sempre as ofensas cometidas contra você – Evangelho de Marcos 11:25. b- Você pedirá perdão sempre que errar – Epístola aos Romanos 12:18. 8 – Não evite conversar com seu cônjuge, mesmo assuntos difíceis – Epístola aos Efésios 4:26. O posicionamento correto é conversar sempre. Silêncio não resolve. 9 – Ouça seu cônjuge com atenção e não responda sem pensar – Provérbios 18:13. Deve haver disposição para conversar com o cônjuge, permitindo que ele fale até o fim sua opinião e/ou dê sua posição sobre a questão. 10 – Firme-se e viva por princípios bíblicos – 2ª Epístola a Timóteo 3:36 e 17 e Salmos 119:105. Não ouça as “Christinas Rocha” e “Lucianas” da vida e/ou conselheiros de botequim. Não existem técnicas e/ou soluções melhores que aquelas apresentadas na Bíblia para o seu casamento. O que ensina, corrige e instrui o casal é a Palavra de Deus. Lembre-se da 1ª verdade: O casamento foi idealizado por Deus. Se assim é creia de todo o coração que, ainda que pareça difícil, o que vai trazer luz e orientação para as dificuldades e rotinas do seu casamento são as Escrituras. Rogério Machado é jornalista e pastor da Igreja Batista Boas Novas -  prrogeriomachado@yahoo.com.br

Voltar