º,

Dólar: R$ 4.183

COLUNA DA GAZETA

 

O HINO

Bragança Paulista agora tem hino oficial. Embora no passado, literatos, músicos, maestros e acadêmicos tenham composto letras e partituras, como o saudoso maestro Frederico Graff e a musicista Luciene Lima, nenhum deles teria sido oficializado pela municipalidade.

Recentemente, a Prefeitura promoveu um concurso e elegeu o bem fadado hino. Porém, lembro que há um hino histórico nos anais. É o hino do Bicentenário de Bragança Paulista, festejado em 1963.

PREPARATIVOS

A Prefeitura continua os preparativos para conclusão de obras inacabadas da gestão do PT(2013/2016) e iniciar outras também importantes nas áreas de educação, saúde e infraestrutura urbana e rural. Semanalmente o prefeito Jesus tem anunciado em solenidades de assinatura de ordem de serviços para revitalização das abandonadas, início e expansão de outras. São obras de grande impacto social porque abrangem as áreas de saúde, educação, segurança e mobilidade. Entendo que o prefeito Jesus está cumprindo promessas da campanha de 2016. Primeiro está finalizando o conserto da tragédia administrativa e financeira herdada do PT. Em dois anos conseguiu reabilitar o crédito da prefeitura, honrar compromissos com precatórios e fornecedores entre outras ações de oficio que ajudaram manter um bom volume de dinheiro em caixa. A par disso, a atuação do deputado Edmir Chedid, junto aos governos estadual e federal, reforçam a obtenção de recursos extra orçamentários que certamente, em 2020, serão frutificados em obras e serviços para a população.

PROMESSA DE DORIA

O governador João Doria, durante a campanha do ano passado, em visita a redação da GB, deixou claro que daria atenção necessária aos pleitos do deputado Edmir Chedid. E o está fazendo. Na quinta-feira, o Palácio dos Bandeirantes anunciou que incluiu Bragança Paulista nos polos de desenvolvimento econômico da região de Campinas. Isso quer dizer que nossa cidade será inserida no polo de automotivos, metal-metalúrgicos, químicos, borracha e plástico, além de alimentos e bebidas, saúde e farma. O programa do governo é incentivar a criação de empregos e geração de rendas. (Leia matéria completa nesta edição)

PLANO DIRETOR

A aprovação da reforma da lei do Plano Diretor será muito importante até para que o programa de desenvolvimento de Bragança Paulista caminhe com mais celeridade. A atualização da lei é fundamental para o crescimento ordenado, sem a qual nossa cidade não sairá do caos urbanístico provocado pela anuência irresponsável de governos municipais anteriores que aprovaram projetos suspeitos de ferirem de morte a lei e a qualidade de vida da população.
IMPOSTÔMETRO

Ontem o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo registrou o total de R$ 1 trilhão em impostos. O montante que será arrecadado 11 dias antes do que em 2018 corresponde ao total de 63 impostos, taxas, multas e contribuições pagas pelos brasileiros desde o início do ano nos três níveis de governo: municipal, estadual e federal. Estudo já identificou que os brasileiros trabalham, em média, 145 dias (o equivalente a quase cinco meses) apenas para pagar impostos. Atualizando o cálculo, hoje já seriam 153 dias de trabalho apenas para pagar tributos.

BRAGANÇA

Em Bragança os consumidores e contribuintes já pagaram R$ 67 milhões até ontem, R$ 5 milhões a mais que no ano passado, quando foram preciso mais seis dias para alcançar a marca. O aumento foi de 8%.

REDUÇÃO 

O nível de investimento dos municípios reduziu-se à metade após a crise econômica nos últimos anos, segundo estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) revelado nesta semana. O mapeamento da entidade considera os valores de arrecadação e de investimentos entre 2007 e 2018. Nesses últimos 12 anos, o porcentual de investimento saiu do patamar de 10,37% e despencou a 5%, em 2017, fechando em 6,68% em 2018.

 

REFLEXÃO : Salmo 83: 1 -18

 

1 Ó Deus, não te emudeças; não fiques em silêncio nem te detenhas, ó Deus.

2 Vê como se agitam os teus inimigos,como os teus adversários te desafiam de cabeça erguida.

3 Com astúcia conspiram contra o teu povo;tramam contra aqueles que são o teu tesouro.

4 Eles dizem: "Venham, vamos destruí-los como nação,para que o nome de Israel não seja mais lembrado!"

5 Com um só propósito tramam juntos; é contra ti que fazem acordo

6 as tendas de Edom e os ismaelitas, Moabe e os hagarenos,

7 Gebal, Amom e Amaleque, a Filístia, com os habitantes de Tiro.

8 Até a Assíria aliou-se a eles, e trouxe força aos descendentes de Ló.

9 Trata-os como trataste Midiã, como trataste Sísera e Jabim no rio Quisom,

10 os quais morreram em En-Dor e se tornaram esterco para a terra.

11 Faze com os seus nobres o que fizeste com Orebe e Zeebe, e com todos os seus príncipes o que fizeste com Zeba e Zalmuna,

12 que disseram: "Vamos apossar-nos das pastagens de Deus".

13 Faze-os como folhas secas levadas no redemoinho, ó meu Deus, como palha ao vento.

14 Assim como o fogo consome a floresta e as chamas incendeiam os montes,

15 persegue-os com o teu venda vale aterroriza-os com a tua tempestade.

16 Cobre-lhes de vergonha o rosto até que busquem o teu nome, Senhor.

17 Sejam eles humilhados e aterrorizados para sempre;

pereçam em completa desgraça.

18 Saibam eles que tu, cujo nome é Senhor, somente tu, és o Altíssimo sobre toda a terra.

 

Voltar