º,

Dólar: R$ 4.183

Cidade

Tráfego de tratores atrapalha o trânsito


Publicado em 24/05/2019 16:38


 

Em Bragança Paulista é comum presenciar o tráfego de tratores, seja nos postos de combustível, ou nas principais avenidas e rodovias que cortam a cidade. Na Rodovia Capitão Bardoíno, por exemplo, toda semana GBN flagra trator que atrapalha o fluxo de veículos devido a baixa velocidade, oferendo risco de acidentes.

O último deles registrado no Estado de São Paulo foi em Tanabi, região noroeste, no dia 5 de dezembro, em que um seringueiro de 30 anos morreu ao ser atingido pelo trator que conduzia. O motorista teria perdido o controle do veículo após tentar desviar de um carro, colidiu com a calha lateral, saiu da pista e caiu numa vala, tombando a máquina sobre seu corpo.

Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito nº 429/12, estabelece critérios para o registro de tratores destinados a puxar ou arrastar maquinaria de qualquer natureza ou a executar trabalhos agrícolas e de construção, de pavimentação ou guindastes. A resolução delimita os critérios para inclusão dos tratores no sistema RENAVAM – Registro Nacional de Veículos Automotores, desde 01/06/13, mas somente para os fabricados a partir de 01/01/13.

O registro não serve para tratores mais antigos por falta de norma própria, o que vem dificultando eventuais fiscalizações e infrações cometidas, inclusive a respeito da habilitação do condutor.

O tráfego desses tipos de veículos é permitido desde que cumpridos os seguintes requisitos: possuir CNH na categoria C, D ou E; tiver dimensões máximas de 2,80m de largura, 4,40m de altura e 15,00m de comprimento; para os produzidos a partir de 2013, registrados, licenciados e emplacados; em locais não sinalizados com a placa R-13 e que não sejam tratores de esteira.

Dos equipamentos obrigatórios estão previstos faróis dianteiros; lanternas de posição traseiras e lanternas de freio, de cores vermelha; lanterna de marcha à ré, de cor branca; alerta sonoro de marcha à ré;  indicadores luminosos de mudança de direção, dianteiros e traseiros; iluminação de placa traseira; faixas retrorrefletivas; pneus que ofereçam condições mínimas de segurança (exceto os tratores de esteiras); dispositivo destinado ao controle de ruído do motor; espelhos retrovisores; cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo; buzina; velocímetro e registrador instantâneo e inalterável de velocidade e tempo para veículos que desenvolvam velocidade acima de 60 km/h e pisca alerta.

Voltar