º,

Dólar: R$ 4.0555

Cidade

Executivo e CEF formalizam empréstimo de R$ 28 milhões para combate as enchentes


Publicado em 08/06/2019 10:02


Na tarde de ontem, o prefeito Jesus Chedid, assinou o contrato formalizando a contratação da operação de crédito de R$ 28.180.852,25 para obras de combate às enchentes no município. Assinaram também o superintendente regional Rafael Domingues Conessa, gerente de negócios Celso Nucci e o deputado estadual Edmir Chedid como testemunha.
Participaram da cerimônia o vice-prefeito Amauri Sodré, secretários municipais, e os representantes da CEF, servidores, representantes da CEF, gerente regional Pedro Ivo, gerente geral da Agência de Bragança Paulista, Antônio Carlos Ribeiro, supervisor de governo Renato Saltini, coordenador regional de Jundiaí, Marcos Scarpa, além do empresário Victor Hugo Abi Chedid e o prefeito de Pedreira, Hamilton Bernardes Junior.
A aprovação se deu por meio do programa do Ministério das Cidades “Saneamento para Todos”, com contrapartida da Prefeitura de R$ 1.483.202,75, totalizando o montante de R$ 29.654,55. O projeto será pago com carência de 37 meses
As obras contemplam a construção de bacias de amortecimento, construção de um canal seco, o rebaixo de tubulações, limpeza de córregos e contenção das margens dos córregos. São obras que atravessariam a cidade, com cerca de 13 quilômetros de intervenção e canalização. Essa grande empreitada beneficiaria, diretamente, cerca de 26 mil pessoas que sofrem, diretamente, com as enchentes, além de toda a cidade.
Além da execução desse grande projeto, a Administração trabalha com outras frentes, sendo as obras de contenção do assoreamento na região do Lago do Taboão e a desobstrução dos ribeirões e limpeza dos bueiros. Na implantação de sistema de proteção contra o assoreamento do Lago do Taboão serão construídas Bacia de Sedimentos S2, Caixa de Contenção S3 e Vertedouro, além de intervenções na comporta do Lago.
O secretário chefe da Divisão de Obras, Luiz Roberto Lisa Sanchez, disse que o plano orçamentário aprovado pela CEF tem, ao todo, 37 verbas que preveem gastos com licenciamento ambiental, sinalização, recursos para execução de canais abertos, macrodrenagens, galerias de águas pluviais e até mesmo recursos para desapropriação de terrenos.
Integrando essas linhas de atuação da Administração, o Prefeito Jesus Chedid conseguiu a desapropriação de uma área cerca de 6 mil m² situada no cruzamento da Rua Francisco Luigi Picarelli com a Avenida Salvador Markowicz, onde já existia um lago e se tornou o Reservatório de Detenção de Cheias.
O deputado estadual Edmir Chedid, parabenizou as secretarias envolvidas na para que a assinatura fosse possível. “Este projeto é de todos, até o final dessa gestão, o prefeito Jesus vai entregar cerca de 700 obras de melhorias no município se contarmos cada rua recapeada”.
O vice-prefeito Amauri Sodré relembrou quando esteve com moradores da Vila Malva ajudando-os nas enchentes de janeiro de 2017. Ele parabenizou a Secretaria Municipal de Finanças pelo empenho disse que a pasta é o coração da Administração Municipal.

Vitor Hugo (em pé) fala da promessa do avô em acabar com as enchentes
Vitor Hugo (em pé) fala da promessa do avô em acabar com as enchentes. Foto: Fabiano Costa/GB 

O empresário Victor Hugo Abi Chedid relembrou um a visita do então governador Mário Covas na cidade em 1994 para inauguração de obras de canaloização do Ribeirão do Lavapés. “25 anos depois estamos recebendo a diretoria da Caixa para firmar o maior financiamento que Bragança já viu. Em 2016 quando meu avô quis se candidatar a prefeito, ele disse “Eu vou ser o prefeito que vai acabar com as enchentes”, tudo fruto da austeridade desse governo.

Voltar